Thread Rating:
  • 0 Vote(s) - 0 Average
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Apresentação - Jorge Carrilho Coelho
#1
Olá fazedores de pão :-)
Sou um apaixonado por pão, se existe algo que mexe comigo, memórias de infância, é o cheiro de pão acabado de cozer. Entrar numa padaria é o mesmo que uma pastelaria, apetece-me provar de todos, acabo sempre por trazer várias variedades.
Não o devia comer, mas como!

A minha paixão pelo pão, vem desde que me lembro, na infância vivi em Sarilhos Grandes, onde na altura havia várias pessoas a vender o verdadeiro pão caseiro, amassado à mão e cozido em fornos de lenha com ramos de pinheiro. Ao Sábado comprávamos para a semana toda e aguentava sem estragar, apenas conservado num saco. Cheguei a baldar-me à escola para ir "ajudar" a fazer pão a uma vizinha já velhota, a recompensa era um pão pequeno para mim. Recordo os alguidares enormes de barro, peneirar a farinha...

Nos últimos anos fazia o meu pão com farinhas já preparadas para a máquina de pão. Entretanto comecei a fazer o meu próprio pão de centeio, para evitar o trigo, ainda me sinto perdido, conhecer as farinhas, quantidades dos ingredientes... tenho feito alguns, mas nem todos tem saído bem. A maior dificuldade em ajustar as quantidades de água, fermento para a quantidade de farinha. Fiz o meu isco de centeio seguindo as dicas do http://zinedepao.blogs.sapo.pt/4043.html incentivado por membros do grupo Facebook Kefir e Kombucha Portugal onde divulgam a massa azeda ou Sourdough entre outros fermentados. Ando confuso, mas com o tempo a chego lá.

Vivo em Brejos de Azeitão, enquanto não crio as condições necessárias para mudar-me definitivamente para a minha Quinta em Alcochete  onde pretendo viver o mais auto-suficiente possível seguindo os princípios da Permacultura Acredito que o consumidor tem um poder enorme, se usado, para pressionar a industria com as suas escolhas, a minha passa por não comprar o que é processado, congelado, transformados e algumas marcas específicas. Aposto no D.I.Y. (do it yourself), faço os meus detergentes, pasta dentes, desodorizante, sabonetes, anti-fúngico, conservas, fermentados, queijos. Estou a criar uma horta e pomar, galinhas para ter ovos, cabras para ter leite, abelhas para ter mel, furo para ter água, painéis solares para ter energia... eheh

Aqui espero aprender o "saber" de fazer o verdadeiro e melhor pão.
Partilho foto do pão de centeio integral e farinha de arroz feito com isco de centeio que acabei de fazer.


Attached Files
.jpg   20160318_124937_001-cópia.jpg (Size: 25,15 KB / Downloads: 45)
.jpg   20160318_094558-cópia.jpg (Size: 10,1 KB / Downloads: 43)
Reply
#2
Bem-vindo Jorge.
Gostei muito de ler esta apresentação. De facto, o pão não é apenas um alimento qualquer. Está na nossa história, nas nossas raízes, nas nossas emoções.
E também me interessa muito a permacultura. É esse o caminho.
Cumprimentos,
Júlio
Reply
#3
Bem-vindo Jorge,

Espero que consigas aprender o que desejas neste modesto fórum.

Desculpa a intromissão, mas tens algum problema de saúde que te impeça de comer trigo? normalmente quem não pode comer trigo também não pode comer centeio e ceveda, porque têm todos glúten.

Um pão de centeio vai sempre ficar mais compacto que um pão de trigo, porque as proteínas que existem no centeio não estão presentes em quantidades equilibradas e não permitem que se forme uma estrutura de glúten consistente, como acontece com o trigo.

Outras dicas importantes quando se faz um pão de centeio:
1.Levedar em temperaturas relativamente amenas (24/26º) é o ideal
2.Processo direto, sem retardar a levedação no frio
3.Se for próximo dos 100% de centeio não requer sequer uma segunda levedação, deve-se fazer como nas broas, tender e forno, após a primeira levedação.

Boas fornadas e qualquer questão diz.
Abraço
Camilo
Reply
#4
Olá Camilo,
Grato pelas boas-vindas e dicas!
Não é intrusão é tentar compreender para poder ajudar :-)
Não sou intolerante ao glúten, mas tenho excesso de peso e sou pré diabético. Pelo que tenho lido a farinha de trigo refinada é a pior escolha e com maior índice glicêmico.
Abraço
Reply
#5
Olá Julio,
Grato pelas boas-vindas!
Abraço
Reply


Forum Jump:


Users browsing this thread: 1 Guest(s)