Thread Rating:
  • 0 Vote(s) - 0 Average
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
O meu fermento natural - evolução
#11
Sugiro refrescares o que não alimentaste antes, de preferência com água tépida (30°) e deixar o outro quieto.

Sent from my SM-G903F using Tapatalk
Reply
#12
Não tenho dado novidades, mas continuei a tentar..

No dia 01.04 comecei a fazer um fermento novo, desta vez com farinha de centeio e farinha de trigo.

Acabei por deitar fora os dois primeiros e este novo, ao fim de 8 dias, a alimentar de 24h em 24h, continua tudo igual como está na foto, apresenta bolhas mas nada de crescer e praticamente não tem cheiro..
Conclusão.. acho que o vou deitar fora também.

Insucesso total! Estou triste!


Attached Files Thumbnail(s)
   
Reply
#13
Há vida nessa massa!

Não desistas... mas não há problema nenhum em começares a fazer pão com massa mãe que alguém te ofereça e continuares a tentar depois criar a tua, já sem tanta pressão e/ou usando outros métodos.

Faz um refrescamento com menos hidratação e vê se melhora.

Usa só centeio que tem mais nutrientes e as bactérias gostam mais.

Força!



Sent from my SM-G903F using Tapatalk
Reply
#14
Boa noite

Ontem decidi fazer alimentação com farinha biológica e.... magia!!! 

Hoje de manhã já apresentava muito mais atividade e já tinha crescido!! Eh Eh

Agora voltei a alimentar da mesma forma e amanhã já deve ter crescido novamente.

Agora como é que eu sei que já posso guardar no frigorífico?

Ibrigada por toda a ajuda.


Attached Files Thumbnail(s)
   
Reply
#15
Olá Daniela
Eu alimentaria à temperatura ambiente mais uns 7 dias, pelo menos. E só depois a colocaria no frio para ser alimentada com menos regularidade.

A tua massa mãe está muito jovem e muito frágil e precisa de crescer em diversidade bacteriológica e em força. Só depois terá estabilidade para ser refrescada com menos regularidade e para fazer pão.

Vai dando noticias!

Sent from my SM-G903F using Tapatalk
Reply
#16
Alô  Smile

Do dia 11.04 até 17.04 (hoje) fiz alimentação, na proporção 1:1:1, de 24 em 24 horas.

O estado atual é o da foto: ao fim de 12 horas da alimentação apresenta bolinhas e cresceu um bocadinho menos que o dobro.

O que faço? Continuo a alimentar de 24 em 24 horas? 
Ou passo a alimentar de 12h em 12 horas?
Ou ponho no frigorífico?

Como faço a 1ª utilização do isco? Alimento, deixo umas 12 horas à temperatura ambiente, depois retiro uma parte para fazer o pão e ponho a outra parte no ffrigorífico? 

E depois de já estar no frigorifico, como volto a usar para fazer novamente pão?

Estas fases ainda não sei bem como funcionam  Tongue

Preciso de umas dicas eh eh

Obrigada.
Beijinhos 
Daniela Campos


Attached Files Thumbnail(s)
       
Reply
#17
Olá Daniela

Em relação às tuas dúvidas:


"O estado atual é o da foto: ao fim de 12 horas da alimentação apresenta bolinhas e cresceu um bocadinho menos que o dobro."

Ele chega a crescer mais do que na foto? ou chega a ter mais atividade (bolhas) mesmo que não cresça em tamanho? e demora quanto tempo até lá chegar, ao pico de atividade?



"O que faço? Continuo a alimentar de 24 em 24 horas?
Ou passo a alimentar de 12h em 12 horas?
Ou ponho no frigorífico?"

Sugiro alimentares com a proporção 1:2:2 e vê se ao fim de 24 horas está próximo do máximo de atividade ou se lá chegou há pouco tempo e começou a fase descendente.



"Como faço a 1ª utilização do isco? Alimento, deixo umas 12 horas à temperatura ambiente, depois retiro uma parte para fazer o pão e ponho a outra parte no ffrigorífico?"

A recolha do isco para fazer pão deve fazer-se na altura em que ele está no pico de atividade ou logo após o pico de atividade. Não se deve fazer quando a atividade é ainda insuficiente (como me parece ser o caso na foto das 12 horas atuais) ou quando o pico já aconteceu há muito tempo e o isco já acidificou muito mais e proporcionou o desenvolvimento de muitas proteases, os enzimas que quebram as ligações das proteínas que formam o glúten.

Portanto, de acordo com a foto, eu diria que é mais do que 12 horas neste momento. Se alimentares com a proporção de 1:2:2, provavelmente, ao fim de 24 horas estará no ponto ideal.

Depois de fazeres a recolha do que te interessa, alimentas novamente o restante e deixas à temperatura ambiente, caso pretendas fazer pão em 24 horas... ou, colocas no frio o restante, mesmo sem alimentares, e aguenta até precisares de alimentares de novo para fazeres pão.



"E depois de já estar no frigorifico, como volto a usar para fazer novamente pão?"

Retiras do frio no dia anterior a fazeres pão, alimentas, deixas à temperatura ambiente e no dia seguinte fazes a "colheita" para o teu pão. Se verificares que no dia seguinte está com atividade reduzida ou ainda muito ácido, por ter estado muito tempo no frio, então refrescas novamente antes de fazeres pão... tens é que esperar novamente as 24 horas ou as horas que forem necessárias até estar no ponto novamente.

Continuação de bom desenvolvimento dessa comunidade ;-)

Beijinhos
Camilo
Reply
#18
Olá Camilo  Smile 

Antes de mais, quero agradecer toda a paciência que tem tido comigo, tem sido o principal motivo de eu não ter desistido da minha "comunidade"  Tongue

Ora, ontem à noite (após 12 horas da alimentação) não cheguei a fazer nada, pois queria aguardar pela sua resposta  Smile

Hoje de manhã (após 24 horas da alimentação), como ainda não tinha a sua resposta, decidi fazer alimentação igual (proporção 1:1:1), pois achei que mal não ía fazer.

Após ler a sua resposta, tiro as seguintes conclusões:  

"O estado atual é o da foto: ao fim de 12 horas da alimentação apresenta bolinhas e cresceu um bocadinho menos que o dobro."

Ele chega a crescer mais do que na foto? ou chega a ter mais atividade (bolhas) mesmo que não cresça em tamanho? e demora quanto tempo até lá chegar, ao pico de atividade?

Ora, analisando o estado da "comunidade" hoje de manhã (após 24 horas), e antes de a alimentar (não tirei foto), verifiquei que tinha mais bolhas do que a foto após as 12 horas, mas que já tinha atingido o pico de atividade, encontrando-se, já, na fase descendente.

"O que faço? Continuo a alimentar de 24 em 24 horas?
Ou passo a alimentar de 12h em 12 horas?
Ou ponho no frigorífico?"

Sugiro alimentares com a proporção 1:2:2 e vê se ao fim de 24 horas está próximo do máximo de atividade ou se lá chegou há pouco tempo e começou a fase descendente.

Vendo as fotos de agora (após 14 horas da alimentação), acho que está mais forte que ontem, pois já cresceu mais e tem mais bolhas e maiores. Neste caso, alimento agora na proporção 1:2:2, ou espero até amanhã de manhã?

E pela evolução, acho que estou quase em condições de fazer o meu primeiro pãozinho  Smile  Smile

Beijinhos e obrigada mais uma vez!

Daniela Campos


Attached Files Thumbnail(s)
       
Reply
#19
Olá Daniela,

E cá vai a minha resposta desencontrada

Alimenta quando estiver no máximo de atividade com as novas proporções e vê qual a evolução.

Essa comunidade estará quase pronta, para te devolver a atenção que lhe tens dispensado, em forma de pão!!!

De nada! Deveriam ser mais pessoas a responder mas os padeiros devem estar de férias 😛

Beijinho



Sent from my SM-G903F using Tapatalk
Reply
#20
Bom dia Camilo Smile

Alimentei à bocado na proporção 1:2:2.
Mas já não estava no pico de atividade.. já estava na fase descendente mas ainda com o crescimento praticamente no dobro.
Penso que o pico de atividade estaria entre as 18 e 20 horas...

Vamos ver a evolução da alimentação na nova proporção.

Logo à noite dou noticias eh eh  Smile

Beijinhos e até logo Wink

Daniela Campos
Reply


Forum Jump:


Users browsing this thread: 1 Guest(s)